Wednesday, September 11, 2013

Futebol e filosofia


Futebol e filosofia


Adoro futebol como quase todo mundo. Dia de jogo do meu time é dia de festa. Torço com tudo. Se meu time ganha, o que acontece muitas vezes, é só alegria.  Uma sensação gostosa invade meu ser. Se meu time perde, penso assim: “Há coisas mais importantes na vida. Futebol é apenas um detalhe.” Eu me consolo e continuo até a próxima vitória.
Quando meu time empata, entretanto, sinto uma sensação tola, idiota. Claro, existe o empate que é uma vitória, aquele que dá um título, mas isso não acontece todos os dias. Normalmente, o empate é um vazio, uma falta de realização. Nem sequer dá para filosofar sobre a vida, como disse antes, conformando-se com o fato de que “há coisas mais importantes”. É como ficar no meio, parado. Inútil, sem perspectiva.
Por outro lado, precisamos reconhecer, empatar é o que mais acontece no dia a dia. Em nossas lutas todas, em nossos grandes sonhos, não ficamos sempre pela metade?
Acho que empatar é o que mais fazemos durante toda a vida. Ainda bem que não é sempre zero a zero, pois isso, definitivamente, seria o cúmulo da chatice. Um aborrecimento sem fim.

No comments:

Post a Comment