Sunday, November 17, 2013

O Clarinete

O Clarinete

E olhou, e eis que o rei estava junto à coluna,
à entrada, e os príncipes e as trombetas junto ao rei;
e todo o povo da terra estava alegre e tocava as trombetas;
(2 Crônicas 23:13)



Adoro música mas, infelizmente, Deus na sua infinita bondade, não me deu esse dom. Certamente Ele tem suas razões. Sou tão ruim em música que não acredito ter dado mais do que três notas corretas numa mesma sequência em toda minha vida.
No entanto, tínhamos uma banda no seminário e, coisa de jovem, achei que tinha de aprender a tocar um instrumento musical. Ousadia minha, mas achei que era muito importante, muito bonito, imprescindível.
Havia vaga para clarinete. O seminarista mais velho, encarregado, me deu as instruções básicas, mostrou o livro, tudo fácil, como se obter cada nota. Disse que tinha de treinar, treinar cada nota, e depois tentar tocar uma pauta musical leve. Mas ele não ficou comigo, tinha outras coisas para fazer, tinha outras obrigações. Todo dia, na hora certa, lá ia eu treinar com meu clarinete, sozinho. Era muito difícil, eu não entendia nada. Era pior do que uma equação matemática.
Um dia o instrutor passa e deixa as folhas com a marcha que iríamos começar a treinar para a exibição do feriado religioso. Ele nem sabia se eu estava conseguindo dar as notas ou não. Nunca tinha me visto treinar sozinho. Não tive coragem de falar que meu progresso era zero.
Foi tudo muito rápido. Alguns dias depois, ensaio geral da banda. Havia outros clarinetes e eu lá junto com todo mundo, assustado. Começa o ensaio. Percebi que podia simplesmente mover meus dedos e fingir que estava tocando. Apesar de não sair nenhum som de meu instrumento, por alguns minutos me senti importante, ali, no meio da bandinha. Depois disso, achei que eu não iria conseguir ir avante na minha carreira e desisti oficialmente. O maestro não pediu explicações e, ainda bem, pois eu não tinha explicações para dar.


Lançamento:

Um livro importante para quem está aprendendo Inglês

Minidicionário de expressões e phrasal verbs 
da Língua Inglesa




No comments:

Post a Comment