Wednesday, July 30, 2014

Dançar no teu céu



Dançar no teu céu

(ou os perigos desta vida)

O Deolindo perguntou para a Doralinda: “Posso passear no teu céu?” Isso mesmo, como na canção popular. A moça, moderninha, não hesita e diz que sim. Adverte, porém, que o céu pode virar um inferno. “Não fala depois que não avisei”. Que nada, o moço está doido para bailar e vai, como cantou a Rita Lee, bailar no esconderijo dela, da Doralinda.
Depois vieram as consequências dessa alucinada coreografia, que mal o Deolindo  sabia, era dirigida por ela, a Doralinda. Uma linda moça com curvas, que curvas! Ela, além de ser dona do céu, era também uma ditadora cruel e exímia coreógrafa. E a profecia se realizou. O paraíso, um inferno se tornou.

E essa é a moral da história, se é que alguma moral há nesse enredo. Um ensinamento de vida:  Há uma tênue  e delicada linha que divide o céu e o inferno. Uma hora você está lá, no paraíso. Outra hora aqui está você, no meio de chamas fatais, dançando com os demônios.

<><><><><><><><><><><><><> 


Novo lançamento no Clube dos Autores: Essa vida da gente



No comments:

Post a Comment