Tuesday, December 23, 2014

Carta para a ex














Carta para a ex

Querida Teresa:

Hoje de manhã estava no carro ouvindo uma música do Elvis e me lembrei de você, Teresa. Não que eu precise de alguém para me lembrar de você. Penso em você o tempo inteiro. Eu sei que não deveria estar escrevendo. Eu deveria prosseguir sem olhar para trás. O problema é que eu nunca me conformei com a sua partida, você sabe.  E olha que a Lúcia, com quem estou agora, é uma mulher e tanto. Ela gosta mesmo de mim. Faz meus desejos, suspira, cuida. Está sempre tentando me alegrar mesmo quando sabe que estou triste por causa de você. Que mulher é capaz disso? Além disso, a Lúcia é suave e bonita. Tem um sorriso...Sabe conversar, é culta e inteligente. Às vezes fico até constrangido. Acho que não mereço uma mulher como ela. Ela sabe que eu tenho uma ferida em meu coração – você – e aí ela tenta curar ao invés de ficar com ciúmes. Que coisa, quantas mulheres assim podem existir no mundo? Então, como eu estava dizendo, a música que o Elvis estava cantando hoje de manhã era “She’s not you” e foi por isso que me lembrei de você, Teresa. Por falar nisso, tenho um medo danado de falar “Teresa”quando estou falando com a Lúcia. Sabe, isso machuca. Eu me lembrei de você, porque, por mais extraordinária que a Lúcia seja – que mulher – sabe, Teresa, eu preciso confessar, ela é maravilhosa mas ela não é você. “She’s not you”, como dizia o Elvis, você entendeu?

Elvis; She's not you


o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o


Essa vida da gente

Para adquirir este livro no Brasil 

--------------------

Para adquirir este livro nos Estados Unidos 




No comments:

Post a Comment